COBRAC - Congresso de Cadastro Multifinalitário e Gestão Territorial, COBRAC 2018

Tamanho da fonte: 
ANÁLISE ESPACIAL MULTICRITÉRIO APLICADA À DELIMITAÇÃO DE ÁREAS HOMOGÊNEAS DE ADEQUABILIDADE À VALORIZAÇÃO IMOBILIÁRIA
Daniel Camilo de Oliveira Duarte, Marcos Vinicius Sanches Abreu, Júlio César Oliveira, Éder Teixeira Marques

Última alteração: 2018-09-29

Resumo


A geoinformação é um dos parâmetros mais importantes para tomada de decisão, como é o caso da administração pública municipal. Assim, o Cadastro Técnico Multifinalitário é um instrumento que pode fornecer dados dos diferentes segmentos sociais, como por exemplo, a questão fiscal, em especial a cobrança de impostos como o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). O documento que regulamenta o valor dos imóveis para cobrança do IPTU nos municípios é Planta Genérica de Valores. Sua elaboração é um processo de avaliação em massa de imóveis, em que devem ser considerados, entre outras variáveis, a homogeneidade dos móveis quanto à valorização imobiliária. Assim, o objetivo geral deste trabalho é elaborar um mapa quantitativo de áreas com mesmas características quanto à valorização imobiliária. Neste contexto, a Análise Espacial Multicritério é uma ferramenta que integra restrições, fatores e pesos, por meio de métodos algébricos e estatísticos que permite delimitar e quantificar estas áreas. Os resultados demostram que a metodologia pode ser aplicada a este objetivo e que tem um grande potencial para ser usada como suporte a tomada de decisão no âmbito fiscal.


Palavras-chave


Cadastro Técnico Multifinalitário, Avalição em Massa, Análise Espacial.

Texto completo: PDF